Community-Led Growth: 6 dicas para Community Manager

Community Manager

Um Community Manager, ou líder de uma comunidade, desempenha um papel fundamental engajando os membros com a sua marca, especialmente quando se trata de impulsionar o Community-Led Growth.

Neste artigo, vamos explorar como um Community Manager pode alavancar o crescimento liderado pela comunidade, destacando as melhores práticas e estratégias eficazes.

1. Entendendo o Community-Led Growth

Antes de mergulharmos nas estratégias, é essencial entender o que é o Community-Led Growth. 

Este modelo de crescimento coloca a comunidade no centro das operações de negócios, utilizando o engajamento e a lealdade dos membros para impulsionar o crescimento sustentável.

A comunidade não é apenas uma ferramenta de marketing; é o motor que impulsiona a aquisição de clientes, a retenção e a expansão​​.

2. Criação de conteúdo valioso

Um dos papéis principais de um Community Manager é criar e promover conteúdo que ressoe com os membros da comunidade.

Isso inclui blogs, vídeos, webinars e posts em redes sociais que não apenas informam, mas também engajam os membros da comunidade.

A criação de conteúdo relevante ajuda a manter a comunidade ativa e engajada, o que é fundamental para o crescimento liderado pela comunidade​​.

Vale esclarecer que dependendo o tamanho da comunidade e do negócio, pode existir um time separado dedicado a criar conteúdo e o Community Manager é responsável pelo engajando criando conteúdo em post no fórum, moderando, promovendo a interação entre os membros.

Klubs

3. Facilitação de conexões

Um Community Manager deve ser um facilitador de conexões entre os membros da comunidade.

Organizar eventos, tanto online quanto presenciais, e incentivar discussões em fóruns e redes sociais são maneiras eficazes de promover a interação.

Moderação é fundamental, tanto nas redes sociais quanto em plataformas whitelabel.

Quando os membros da comunidade se sentem conectados uns com os outros, a lealdade aumenta, e isso pode levar a um crescimento orgânico através de recomendações e boca a boca.

4. Utilização de feedback da comunidade

As comunidades são uma rica fonte de feedback.

Um Community Manager deve estar atento ao que os membros estão dizendo e usar esse feedback para melhorar produtos e serviços.

Ao fazer isso, não só se melhora a oferta da empresa, mas também se mostra aos membros da comunidade que suas opiniões são valorizadas, o que fortalece o vínculo com a marca​​.

5. Colaboração interfuncional

Para que o Community-Led Growth seja eficaz, é necessário que o Community Manager colabore com outras equipes dentro da empresa, como marketing, vendas e suporte ao cliente.

Essa colaboração garante que os esforços da comunidade estejam alinhados com os objetivos gerais da empresa e que o impacto da comunidade seja maximizado em todas as áreas de operação​​.

6. Medição e análise

A análise de métricas é essencial para entender o impacto das atividades da comunidade.

O Community Manager deve rastrear indicadores chave de desempenho (KPIs) como taxa de crescimento da comunidade, engajamento dos membros e retenção de clientes.

Preste atenção a este conteúdo do Rogério Rodrigues sobre Métricas para a CM School onde ele explica alguns indicadores de sucesso pra você considerar na hora de mensurar o ROI da sua comunidade.

Essas métricas ajudam a ajustar estratégias e a demonstrar o valor da comunidade para a empresa​​.

Agora vamos ver 3 formatos que funcionam e são alguns dos mais usados pelo Community Managers do mundo inteiro.

3 Formatos de Community-Led Growth que funcionam bem

Além das estratégias mencionadas, existem três formatos de Community-led Growth que têm se mostrado particularmente eficazes:

Programas de Conteúdo Gerado pelo Usuário, Programas de Indicação e Programas de Embaixadores.

1. Programa de Conteúdo Gerado pelo Usuário (User Generated Content – UGC)

Um programa de conteúdo gerado pelo usuário incentiva os membros da comunidade a criar e compartilhar seu próprio conteúdo relacionado à marca.

Este tipo de programa não só aumenta o engajamento, mas também fornece uma fonte rica de conteúdo autêntico que pode ser reutilizado pela marca.

Por exemplo:

  • Benefícios: Aumenta a autenticidade, promove o engajamento contínuo, gera provas sociais e reduz os custos de criação de conteúdo.
  • Como Implementar: Incentive os membros a compartilhar suas experiências com o produto nas redes sociais, crie concursos de conteúdo e destaque as melhores contribuições nas plataformas da marca.

Se quiser aprender como montar um programa de User-Generated Content, preparamos um artigo exclusivo sobre o assunto.

2. Programa de Indicação

Os programas de indicação aproveitam a satisfação dos clientes atuais para atrair novos clientes.

Você deve usar o engajamento dos mais ativos e pedir ajuda para eles impulsionar a atração de novos clientes para a sua marca.

Quando os membros da comunidade recomendam a marca para amigos e familiares, isso geralmente resulta em uma alta taxa de conversão devido à confiança já estabelecida nas relações pessoais.

  • Benefícios: Aumenta a aquisição de novos clientes, aproveita a confiança existente nas relações pessoais, pode ser escalável.
  • Como Implementar: Ofereça incentivos para indicações bem-sucedidas, como descontos, recompensas em dinheiro ou acesso exclusivo a novos produtos.

3. Programa de Embaixadores

Os programas de embaixadores envolvem selecionar membros influentes da comunidade para representarem a marca.

Esta é uma das táticas que mais funcionam na hora de engajar membros de uma comunidade.

Esses embaixadores promovem a marca em suas redes, participam de eventos e ajudam a criar um senso de exclusividade e pertencimento.

  • Benefícios: Amplia o alcance da marca, fortalece a lealdade dos membros, cria uma imagem de marca mais forte e autêntica.
  • Como Implementar: Selecione membros engajados e influentes, forneça-lhes treinamento e recursos, recompense sua participação com benefícios exclusivos e reconhecimento.

O que achou?

Para fechar, queremos ressaltar a importância deste profissional no impulsionamento do Community-Led Growth da sua marca.

Ao criar conteúdo valioso, facilitar conexões, utilizar feedback, colaborar com outras equipes, medir o impacto e implementar programas como o de Conteúdo Gerado pelo Usuário, Indicação e Embaixadores, um Community Manager pode transformar a comunidade em um motor poderoso de crescimento para a empresa.

Ao colocar a comunidade no coração do negócio, as empresas não apenas crescem, mas também constroem uma base de clientes leais e engajados que sustentam esse crescimento a longo prazo.

Espero que este artigo tenha fornecido insights valiosos sobre como um Community Manager pode impulsionar o Community-Led Growth.

Não esqueça que no Klubs.co, não só temos uma plataforma whitelabel pra você criar a sua comunidade senão também um programa de aceleração de comunidades para te ajudar a impulsionar o Community-led Growth.

Se você está começando nessa jornada ou buscando melhorar suas estratégias, lembre-se de que o sucesso está em colocar as pessoas no centro de tudo o que você faz.